terça-feira, 29 de julho de 2014

O escolhido da vez: "Coisa Boa" da colecao Sensacoes Gio Antonelli

E aí, tudo bem com vocês?

Nessa semana resolvi escolher uma cor diferente das costumeiras cores fortes que passo nas unhas (pretos, vermelhos e afins). Fiquei analisando as cores na farmácia e o escolhida final foi: "Coisa Boa Perolado" da Coleção Sensações Gio Antonelli - uma parceria com a Speciallità.


Já de cara adorei a cor no vidrinho, e depois de pintar as unhas achei uma cor super interessante. Ele é um tom nude perolado. Sabe quando você não está a fim de chamar atenção nas unhas? Achei perfeito para isso. Pois dá pra fugir do tradicional esmalte renda com mais estilo. A textura dele é ótima. Utilizando apenas duas mãos dá um resultado bem bacana. Na primeira vez que passei ele me empolguei demais e fui para a terceira mão. Ficou carregado demais e descascou fácil. A durabilidade fica maior optando passar apenas duas mãos. A cobertura é muito boa, e o tom perolado dá um charme especial.


Esse foi o meu resultado. Adorei a cor e a textura. Na minha cidade custa em média R$ 5,90. A coleção Sensações da Gio Antonelli conta com 19 cores diferentes, são nuances, como o próprio nome diz, que remetem às sensações. Gostou? Então guarda esse nome e se joga:


E quais são as suas cores preferidas nas unhas?
Me conta!

Beijão e até a próxima!
Bwana Luana

terça-feira, 22 de julho de 2014

Paixao do momento: linha Aneethun

De um ano e meio pra cá, desde quando resolvi investir pesado nos meus cabelos, optei por utilizar sempre linhas de tratamento profissionais nas madeixas. E o resultado positivo ficou muito em evidência, foi um divisor de águas na vida dos meus cachos!

Quando falo em “investir pesado”, não estou falando necessariamente em ter um gasto exorbitante em produtos. Eles são mais caros? Sim, com certeza! Mas eu costumo focar em poucos e bons produtos, que chegam a durar até 3 meses, e apresentam uma eficiência muito maior.

A linha de tratamento atual que estou utilizando por indicação da minha cabeleireira é a ANEETHUN. Quando ela me ofereceu os produtos fez muitos elogios. E estava certa. Os produtos são realmente muito bons. Os que adquiri foram: Silver Shampoo e Máscara Iluminadora (para cabelos loiros, com luzes ou grisalhos), o Creme Silicone com Tutano e Queratina e o Nano System Máscara Restauradora. Eis aqui:


Na minha cidade paguei 50 reais em cada produto. Ou seja, para os quatro produtos precisei fazer um investimento de 200 reais, parcelados no santo cartão de crédito. Como durou cerca de 3 meses (podendo durar bem mais, já que eu tenho muuuito cabelo), dá uma média de 66 reais mensais. Vamos as considerações:

Silver Shampoo (Blond System) – a linha promete “retirar gradativamente o efeito amarelado dos cabelos loiros e grisalhos, iluminando o tom claro dos cabelos”. Cumpriu a promessa! O efeito luminoso fica nítido, e no meu caso, que possuo luzes, as mechas ficaram super branquinhas. Mais um ponto positivo: pode ser utilizado direto, pois ao contrário de muitos shampoo’s com essa finalidade, ele não resseca os fios. Um único ponto negativo: senti que ele não tem um rendimento muito alto, precisei aplicar uma quantidade maior nos fios até que fizesse espuma. O shampoo não tem adição de sal, tem pH 5,0, e na fórmula possui figo e ômega gold. E mais uma: o cheirinho é bom demais! Até a textura dele é brilhosa, é coisa fina!

Máscara Iluminadora (Blond System) – ao contrário do shampoo, o rendimento dela é muito bom, dura bastante. A textura é ótima e o cheiro maravilhoso. É uma ótima aliada na luta contra o amarelamento dos cabelos, e pra completar, hidrata muito os fios. Super recomendada! Dá um belo “up” nos cabelos.


Máscara Restauradora (Nano System) – excelente para hidratar os fios. Rende bastante, hidrata muito, deixa os fios macios e com brilho, e tem um cheiro espetacular. Assim como a máscara iluminadora, leva nota 10! Tem pH 4,00, e na fórmula possui complexo Nano e amora negra. Indicada para cabelos sensibilizados. Eu utilizo misturada com a iluminadora, ou então intercaladas, dá um resultado excelente. O que o fabricante diz é “com nanotecnologia avançada, os aminoácidos penetram facilmente na fibra capilar, corrigindo as falhas deixadas pelos processos químicos, físicos e naturais”.


Creme Silicone com Tutano e Queratina – de todos os produtos Aneethun que utilizei, esse foi o que menos gostei. Estava com uma expectativa muito alta em relação a ele, pois no salão que freqüento as meninas me falaram maravilhas dele, todas disseram que o resultado de utilizar ele como creme sem enxágüe é maravilhoso. Porém elas possuem cabelos lisos com espessura grossa, diferente dos meus cabelos volumosos e crespos. Apesar de cumprir o prometido, não foi um creme que se adaptou ao meu cabelo. Não achei ruim, pelo contrário, mas tenho outros cremes que dão um efeito melhor para a minha estrutura capilar. Para domar meus cachos, tive que utilizar uma quantidade muito grande, então acabou rápido. Como disse, acho que o meu tipo de cabelo não é o ideal para esse creme, achei ele “leve” demais para mim, nos meus fios necessito de produtos mais fortes e pesados para definir melhor. Porém o cheiro é maravilhoso e a hidratação é garantida.


Essa foi a minha primeira experiência com a linha Aneethun. Adorei conhecer a marca e me conquistou. Posso afirmar que vale a pena o investimento e trata-se de produtos com alta qualidade. Espero ter novas experiências com seus produtos. O próximo da lista é o lançamento BB Queen. Estou na expectativa!

Beijos e até a próxima!
Bwana Luana

sábado, 19 de julho de 2014

Tattoo: fiz, nao gostei, e agora?

Em agosto de 2013 fiz o que seria a minha mais recente tatuagem. Digo “seria”, pois poucos meses depois já estaria com outra em seu lugar.

Estava eu mirabolando uma tatuagem com algo escrito, mas não tinha a menor ideia de alguma frase que pudesse tatuar, queria que fizesse bastante sentido. Dias depois estava na festa do aniversário de casamento dos meus avós. Encontrei um famíliar que falou muito sobre a nossa história, e lá pelas tantas ele me explicou o que significava nosso sobrenome: “Freisleben” (o meu foi registrado com M no final: “Freislebem”, fiquei exclusiva! Haha). O sobrenome é de origem alemã, e segundo o que ele me contou é a junção de duas palavras, que querem dizer mais ou menos isso: Viver em Liberdade. Pronto! Eu tinha a frase certa. Viver em Liberdade.

Mais tarde, com a tatuagem já feita, eu estava arrependida. Não pela frase, mas o desenho não era como eu queria. Achar o tipo de letra foi dificílimo. Pesquisei várias fontes, defini uma, e no final da história não ficou como eu queria. Quando fui tatuar queria algo muito discreto no meu braço (gosto das tatuagens mais grandes em lugares estratégicos), fui bem chatinha e pedi pra que o tamanho da tatuagem fosse o menor possível. O meu amigo tatuador me alertou que não ficaria tão legível, mas vocês conhecem aquele ditado de que teimoso é quem teima com um alemão? Então já viu. Pedi pra que ficasse bem pequena. Me dei mal. O resultado não ficou bacana e ficou um tanto quanto ilegível. Fiquei alguns meses, aguentando todo mundo me perguntar: nossa, o que tá escrito aqui?!


Decidi que precisava reverter isso. Passei dias e dias buscando um novo desenho. Que situação difícil! Primeiro: eu não tinha a menor noção de que tipo de desenho seria o ideal pra fazer a cobertura, e o tatuador que escolhi era de outra cidade, só tínhamos contato por facebook, assim ficava difícil definir algo, muitos desenhos que eu enviava ele me retornava avisando que não poderiam ser utilizados. Segundo: o que era pra ser uma tatuagem discreta já não seria mais tanto, afinal, o desenho teria que ser maior pra conseguir fazer a cobertura.

Defini que queria tatuar uma pena, mas sempre esbarrava no modelo, pois não poderia ser um desenho vazado pra fazer a cobertura.  Depois de dias de aflição, chegou a data marcada pra cobrir a tatuagem. E... eu ainda não tinha um desenho definido. Que sufoco!

Pra minha sorte, contei com a ajuda de um ótimo profissional, ele já tinha entendido beeeeeem que eu queria uma pena. Ele achou um esboço do que poderia ser minha nova tatuagem. Gostei. Mas ainda estava morrendo de medo. Já pensou uma segunda tatuagem que eu não gostasse?

Iniciamos a sessão, ele fez o desenho à mão. Muito lindo, mas fiquei assustada com o tamanho (pra quem queria algo discreto...). Imaginava algo bem menor, fiquei em pânico, não sabia se topava fazer algo naquele tamanho, mas eu já não tinha muita escolha. Além de que esses traços com canetinhas ficam bem carregados, e ficava difícil  imaginar algo mais delicado olhando para aqueles traços fortes:


Num lapso de coragem falei SIM! O tatuador se empolgou, e começou. Esses foram os primeiros traços:


Vai um vídeo aí pra ouvir o barulho da agulha?!



Vou confessar que essa tattoo foi muito dolorida pra fazer, a pele é muito sensível nessa região. Foram umas duas horas e meia de tatuagem. Mas passado o momento de rejeição da primeira tattoo, a jornada angustiante de encontrar o desenho certo, e a dorzinha um tanto quanto prazerosa na hora de tatuar, fiquei absurdamente feliz com o resultado. Muita gente curtiu ela, principalmente pelas cores que ficaram lindas e bem realçadas:





E querem saber do melhor? As tatuagens com desenho de penas têm um significado que eu adoro! Simbolizam liberdade, sorte, convicção, leveza, espiritualidade, coragem e simplicidade.

Nesse ano ainda pretendo cobrir uma tatuagem que tenho na perna. Fiz ela com 17 anos (hoje tenho 25) e ela está muito feia e desbotada. Mas, só vou mostrar ela quando já tiver o antes e depois, ok?! Elá ta muito feiosa. No total, tenho 5 tatuagens, e amo cada uma – ainda que precisem de uns retoques.

Essa foi minha aventura de uma mudança de tatuagem.
Você já teve uma experiência parecida? Conta pra mim!
Espero que tenha gostado!

Beijos e até a próxima!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Eu fui de Flora: colecao Isis Valverde da Impala

Hoje vou falar de um esmalte apaixonante, meigo e lindo. Na semana passada fiz a minha peregrinação na farmácia. Sempre que vou nelas – ou em lojas de cosméticos – gosto de estar sem pressa, de ficar observando cada produto, lendo rótulos... e por aí vai, é uma verdadeira viagem. E dessa vez, fiquei vidrada na prateleira dos esmaltes. Fiquei procurando algumas cores diferentes dos tons de vermelho e da cor preta que sempre costumo usar. Daí achei a linda coleção Isis Valverde dos esmaltes Impala, e gamei no esmalte Flora, olhem que lindo:



Como o próprio nome “Flora” remete, é uma cor romântica. Fica entre um salmão ou laranja. Apliquei duas camadas finas e obtive esse resultado abaixo. O esmalte é cremoso, de fácil aplicação. Um ponto negativo – que é uma característica de muitos esmaltes – é a durabilidade. Para mim descascou fácil, durou até o segundo dia. Mas já estou acostumada com isso. Sad!  O lado bom é que toda hora to com uma cor diferente nas minhas unhas! Mas voltando ao Flora, olhem só que cor bacana:



Minha mãe viu o esmalte e ficou apaixonada pela cor dele, e no final das contas, nós duas estávamos com a mesma cor de esmalte:



Bom, é isso! Uma coleção linda, “inspirada nas mulheres brasileiras que são fortes, determinadas e que independente do estilo, nunca deixam a beleza de lado” – é o que a coleção propõe, e eu super concordei pela expressão das cores lançadas, e é claro, achei que combinou muito com a personalidade da homenageada: Isis Valverde. Na farmácia aonde comprei custou R$ 5,15.

Hasta La vista!
Bwana Luana

domingo, 13 de julho de 2014

Bwana Luana em: a arte esta na cidade!

Uma das coisas que eu acho mais gostosa quando viajo, ou faço um passeio, é observar a beleza das coisas simples. Talvez pra maioria das pessoas muitas coisas passem despercebidas, e algumas até soem como “feias”, mas eu adoro encontrar beleza aonde talvez ela não existe - ou não exista da forma convencional dos padrões de beleza. Sabe quando você vai andando pela rua e se depara com aqueles grafites lindos, cheios de mensagens inspiradoras?

Eu adoro aquela sensação que tenho quando me deparo com a mensagem “certa”, que faz todo o sentido pra mim. Ultimamente ando colecionando alguns cliques de grafites, ou outros tipos de arte, que se manifestam nas ruas. Olhem que lindos e poéticos esses aqui:



 Quando eu me deparo com uma mensagem como essa “olhe para o céu e agradeça a Deus”, penso que todos os meus problemas ficam tão pequenos perto de todas as coisas boas que consigo ter perto de mim. Ou eu olho aquele grafite “menos doer, mais doar”, daí eu me pego refletindo o quanto estou dando o melhor de mim, ou o quanto ainda poderia dar, sem me queixar de pequenos problemas – que em muitas vezes sou eu que permito fazerem parte da minha vida. Afinal, tudo é questão de atitude. Enfim, esse é só um pequeno exemplo de coisas que me inspiram e de como elas me tocam.

Existem também aquele tipo de arte carregada de cores e expressões. Separei três imagens de prédios pintados com grafite, e me pego pensando: quem consegue ter tamanha habilidade de fazer um desenho dessa grandiosidade, em um lugar tão alto, e mesmo assim tudo fica tão proporcional, tão harmônico? Para mim, verdadeiros artistas. Concordam comigo?

E é claro, não podiam faltar aquelas fotos pessoais que ficam lindas com muitas cores. Eu e meu amor adoramos guardar esses registros:












Eu gostaria de poder creditar cada grafite e saber quem são os artistas que elaboraram esses desenhos, mas, não tenho como descobrir. Se alguém conhecer algum, pode ficar a vontade para nos contar. E mais: se algum artista quiser mostrar o seu trabalho é só mandar um email pra gente divulgar e fazer um post bem legal: lufreislebem@gmail.com. E você, já fez algum clique de arte na rua com grafites? Mande também pra cá! Concordam que é um verdadeiro talento?!

Beijos e até a próxima!
Bwana Luana

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Meu queridinho: finalizador Semi Di Lino da Alfaparf

Eu e ele temos um caso de amor. Sabe aquele produto que você se apega e não consegue ficar sem? Então, é ele! O Semi Di Lino da Alfaparf não é nenhuma novidade no mercado, já existe há um bom tempo, porém resolvi falar dele porque entre vários óleos que já experimentei, ele foi o que teve melhor desempenho nas minhas madeixas.



Comprei o Semi di Lino por indicação da minha cabeleireira. Quando vi o preço levei um susto! Sim, achei ele bem carinho para um óleo, na minha cidade o vidro com 50ml custa R$ 69,90 em lojas de cosméticos, porém já vi preços menores pela internet. Masssss, eu confio tanto no que ela diz, que resolvi levar pra casa – e não me arrependi! E o que ele promete? Veja só:

O que diz a embalagem:  a nova dimensão em Luminosidade. Uma exclusiva combinação do brilho único dos extratos de linhaça com o luxuoso resplendor dos diamantes. Precioso Fluido Microcristalino com efeito luminoso. O extrato de sementes de Linho, rico em vitamina E antioxidante, protege o cabelo do ambiente deixando-o incrivelmente suave, brilhante e fácil de pentear.



Como a própria embalagem promete, o resultado é um cabelo macio e com muito brilho. O efeito luminoso realmente fica nítido nos fios. E o bacana é que ele não deixa o cabelo oleoso ou pegajoso, como alguns óleos deixam. Ele é super “leve” - somente dá brilho e deixa macio. E sabe o que mais eu a-d-o-r-o nesse produto que eu não podia deixar de comentar? O cheirinho! Parece um perfume, é uma delícia!

Ele pode ser aplicado tanto nos fios molhados, quanto secos. No meu caso costumo passar nos cabelos depois que eles já estão secos. A durabilidade eu considero boa, tem um bom custo benefício. Eu tenho bastante cabelo (bastante mesmo!) e ele dura em média 3 meses.



Alguém já utilizou? Gostaram ou não? Me contem!

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Chega mais!

Hey, como vão vocês?

Estou aqui pra dar as boas vindas aos que caíram, ao acaso, nesse blog!

Eu sou a Luana, por muitas vezes equivocadamente chamada de Luciana, mas para facilitar, me chamem de Lu! Tenho 25 anos, muito bem casada, pisciana da cebeça aos pés, atuante na área publicitária. Apaixonada por música, já fui locutora e tive alguns programas de rádio, e estou aqui sob o codinome de Bwana Luana pra diversos bate-papos. Quero dividir com vocês minhas experiências, falar sobre estilo, roupa, produtos e acessórios de beleza, enfim, o que "der na telha".

Rock'n'Roll meio nonsense, essa sou eu. Tentando acabar com essa inocência e com o meu complexo de decência.

Sejam bem vindos - Bwana Luana está começando!












 
BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS