sábado, 19 de julho de 2014

Tattoo: fiz, nao gostei, e agora?

Em agosto de 2013 fiz o que seria a minha mais recente tatuagem. Digo “seria”, pois poucos meses depois já estaria com outra em seu lugar.

Estava eu mirabolando uma tatuagem com algo escrito, mas não tinha a menor ideia de alguma frase que pudesse tatuar, queria que fizesse bastante sentido. Dias depois estava na festa do aniversário de casamento dos meus avós. Encontrei um famíliar que falou muito sobre a nossa história, e lá pelas tantas ele me explicou o que significava nosso sobrenome: “Freisleben” (o meu foi registrado com M no final: “Freislebem”, fiquei exclusiva! Haha). O sobrenome é de origem alemã, e segundo o que ele me contou é a junção de duas palavras, que querem dizer mais ou menos isso: Viver em Liberdade. Pronto! Eu tinha a frase certa. Viver em Liberdade.

Mais tarde, com a tatuagem já feita, eu estava arrependida. Não pela frase, mas o desenho não era como eu queria. Achar o tipo de letra foi dificílimo. Pesquisei várias fontes, defini uma, e no final da história não ficou como eu queria. Quando fui tatuar queria algo muito discreto no meu braço (gosto das tatuagens mais grandes em lugares estratégicos), fui bem chatinha e pedi pra que o tamanho da tatuagem fosse o menor possível. O meu amigo tatuador me alertou que não ficaria tão legível, mas vocês conhecem aquele ditado de que teimoso é quem teima com um alemão? Então já viu. Pedi pra que ficasse bem pequena. Me dei mal. O resultado não ficou bacana e ficou um tanto quanto ilegível. Fiquei alguns meses, aguentando todo mundo me perguntar: nossa, o que tá escrito aqui?!


Decidi que precisava reverter isso. Passei dias e dias buscando um novo desenho. Que situação difícil! Primeiro: eu não tinha a menor noção de que tipo de desenho seria o ideal pra fazer a cobertura, e o tatuador que escolhi era de outra cidade, só tínhamos contato por facebook, assim ficava difícil definir algo, muitos desenhos que eu enviava ele me retornava avisando que não poderiam ser utilizados. Segundo: o que era pra ser uma tatuagem discreta já não seria mais tanto, afinal, o desenho teria que ser maior pra conseguir fazer a cobertura.

Defini que queria tatuar uma pena, mas sempre esbarrava no modelo, pois não poderia ser um desenho vazado pra fazer a cobertura.  Depois de dias de aflição, chegou a data marcada pra cobrir a tatuagem. E... eu ainda não tinha um desenho definido. Que sufoco!

Pra minha sorte, contei com a ajuda de um ótimo profissional, ele já tinha entendido beeeeeem que eu queria uma pena. Ele achou um esboço do que poderia ser minha nova tatuagem. Gostei. Mas ainda estava morrendo de medo. Já pensou uma segunda tatuagem que eu não gostasse?

Iniciamos a sessão, ele fez o desenho à mão. Muito lindo, mas fiquei assustada com o tamanho (pra quem queria algo discreto...). Imaginava algo bem menor, fiquei em pânico, não sabia se topava fazer algo naquele tamanho, mas eu já não tinha muita escolha. Além de que esses traços com canetinhas ficam bem carregados, e ficava difícil  imaginar algo mais delicado olhando para aqueles traços fortes:


Num lapso de coragem falei SIM! O tatuador se empolgou, e começou. Esses foram os primeiros traços:


Vai um vídeo aí pra ouvir o barulho da agulha?!



Vou confessar que essa tattoo foi muito dolorida pra fazer, a pele é muito sensível nessa região. Foram umas duas horas e meia de tatuagem. Mas passado o momento de rejeição da primeira tattoo, a jornada angustiante de encontrar o desenho certo, e a dorzinha um tanto quanto prazerosa na hora de tatuar, fiquei absurdamente feliz com o resultado. Muita gente curtiu ela, principalmente pelas cores que ficaram lindas e bem realçadas:





E querem saber do melhor? As tatuagens com desenho de penas têm um significado que eu adoro! Simbolizam liberdade, sorte, convicção, leveza, espiritualidade, coragem e simplicidade.

Nesse ano ainda pretendo cobrir uma tatuagem que tenho na perna. Fiz ela com 17 anos (hoje tenho 25) e ela está muito feia e desbotada. Mas, só vou mostrar ela quando já tiver o antes e depois, ok?! Elá ta muito feiosa. No total, tenho 5 tatuagens, e amo cada uma – ainda que precisem de uns retoques.

Essa foi minha aventura de uma mudança de tatuagem.
Você já teve uma experiência parecida? Conta pra mim!
Espero que tenha gostado!

Beijos e até a próxima!

2 comentários:

  1. meu q dimaisssss,ficou show a sua tattoo nova......
    Beeeeeeeejossss

    ResponderExcluir
  2. Nossa muito bom garota!
    As cores ficaram lindas.
    Até!
    Juli

    ResponderExcluir

 
BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS